foco

Série GRATIDÃO #3 Gratidão e Ressignificação

Olá, pessoas queridas! Em primeiro lugar, gostaria de iniciar esse post com a notícia de que me formei em um curso incrível de Coaching e estou imensamente grata por isso! Além de já perceber inúmeros benefícios no meu processo pessoal de autoconhecimento, espero que também colabore com o conteúdo aqui do blog/canal! Estou animada para inspirar vocês com tudo o que venho aprendendo com o Coaching.

Bom, agora vamos ao assunto desta semana: Você sabe o que é Ressignificação? É um método utilizado na neurolinguística para atribuir um novo significado a uma situação ou pessoa. Ou seja, ressignificar é quando escolhemos enxergar algo ou alguém a partir de uma nova perspectiva ou ponto de vista.

Quando estivemos, no vídeo/post passado, falando sobre ter gratidão pela sua história, por exemplo, já estávamos falando sobre ressignificação. Afinal de contas, algumas vezes precisamos nos esforçar um pouco mais para poder extrair algo de bom de uma situação desagradável pela qual passamos e ainda agradecer por isso, não é mesmo?

No entanto, isso não significa que devamos negar a dor gerada por aquele incidente. Da mesma forma, não significa que devemos mentir para nós mesmos, dizendo que aquilo que aconteceu foi lindo, sendo que sabemos que não foi.

Na realidade, ressignificar exige uma ESCOLHA, que é o que faz toda a diferença: FOCAR no que há de POSITIVO, seja em relação às situações, seja em relação às pessoas.

Portanto, se treinarmos o nosso cérebro a reconhecer sempre o que há de positivo, estaremos nos tornando mais positivos e, dessa maneira, atraindo mais positividade!

Então agora me diga: O que você ainda precisa ressignificar em sua vida?

Lembre-se: Gratidão gera gratidão! E eu, acima de tudo, agradeço imensamente por você acompanhar este blog/canal.

Namastê <3

Planejamento x “Fazejamento”

Certa vez fui convidada pela SumUp, empresa da maquininha de cartão que usamos aqui na Mandala, a gravar um vídeo.

Nesse vídeo me perguntaram quais são as principais dicas que eu daria para quem está começando o seu próprio negócio, e uma delas foi: encontrar o equilíbrio entre o planejamento e o “fazejamento”.

Na realidade, encontrar esse equilíbrio pode ajudar não só quem tem ou quer ter um negócio, mas qualquer pessoa!

Pense: “Como está a minha vida?” “Eu vivo me deparando com desafios que resultam da falta de planejamento?” Ou… “As coisas ficam só no papel e eu nunca realizo nada?”.

Isso me lembra uma frase que ouvi esses dias: “Faça planos, sonhos todo mundo tem”.

O primeiro passo para a concretização é quando o sonho vai pro papel. Sem isso, ele vive apenas no mundo das ideias.

No entanto, não basta apenas dar o primeiro passo, mas é necessário dar também o segundo, o terceiro, sempre na direção do nosso objetivo.

E você, tem clareza de quais são os seus objetivos? Bem, isso é tema para um outro post 😉

Namastê!

PS: Quer assistir o vídeo que eu gravei pra SumUp? Então dá uma olhadinha:

Abrir Chat
Como posso ajudar?