coaching

Reviravoltas da vida

Sabe quando milhares de coisas acontecem ao mesmo tempo, ruins e inclusive boas, mas que todas elas exigem de nós agir sob muita pressão? É a sensação de estar bem no meio do olho do furacão, com todas as nossas estruturas abaladas. Vamos chamar isso de “reviravoltas da vida”.

Bom, o texto e vídeo de hoje é um desabafo. Quem me segue nas redes sociais deve ter percebido que eu dei uma boa sumida nos últimos tempos. E isso aconteceu por que estou justamente passando por um momento desses!

Término de namoro, funcionário pedindo desligamento da empresa, a notícia (surpresa) de uma viagem, muita coisa dentro de mim sendo ainda processada, depois que eu finalizei o curso de coaching…

Já está claro pra mim que estou encerrando um clico em minha vida, e iniciando outro.

Nessas horas, chega a passar pela nossa cabeça que não iremos aguentar tanta coisa ao mesmo tempo! No entanto, conforme a poeira vai assentando, tudo vai se ajustando e você percebe que tudo tem um porquê de acontecer naquele momento.

arcano XVI – A Torre

Isso me faz lembrar muito da carta da Torre do tarot, que representa uma torre desabando. É a total aniquilação das nossas estruturas, incluindo a nossa base, nosso chão. Porém, ela também representa o “construir do zero”, iniciar um processo de formar novos alicerces, mais ricos e positivos para a nossa vida.

Uma das coisas que eu aprendi com esta reviravolta, é que é importante sim respeitar os momentos de reflexão e interiorização que essas situações provocam. No entanto, é importante também se permitir expressar os sentimentos para não implodir ainda mais. E parar para compartilhar essas experiências com outras pessoas é uma ótima maneira de dar vazão a tudo isso.

É isso que estou me permitindo fazer agora, compartilhar minhas dores e aprendizados com vocês. Por esse motivo sou eternamente grata a cada um que lê esse texto, assiste ao vídeo e me apóia de alguma forma.

Desejo a cada um muita força e muita fé em seus momentos de reviravolta!

Namastê.

Série GRATIDÃO #3 Gratidão e Ressignificação

Olá, pessoas queridas! Em primeiro lugar, gostaria de iniciar esse post com a notícia de que me formei em um curso incrível de Coaching e estou imensamente grata por isso! Além de já perceber inúmeros benefícios no meu processo pessoal de autoconhecimento, espero que também colabore com o conteúdo aqui do blog/canal! Estou animada para inspirar vocês com tudo o que venho aprendendo com o Coaching.

Bom, agora vamos ao assunto desta semana: Você sabe o que é Ressignificação? É um método utilizado na neurolinguística para atribuir um novo significado a uma situação ou pessoa. Ou seja, ressignificar é quando escolhemos enxergar algo ou alguém a partir de uma nova perspectiva ou ponto de vista.

Quando estivemos, no vídeo/post passado, falando sobre ter gratidão pela sua história, por exemplo, já estávamos falando sobre ressignificação. Afinal de contas, algumas vezes precisamos nos esforçar um pouco mais para poder extrair algo de bom de uma situação desagradável pela qual passamos e ainda agradecer por isso, não é mesmo?

No entanto, isso não significa que devamos negar a dor gerada por aquele incidente. Da mesma forma, não significa que devemos mentir para nós mesmos, dizendo que aquilo que aconteceu foi lindo, sendo que sabemos que não foi.

Na realidade, ressignificar exige uma ESCOLHA, que é o que faz toda a diferença: FOCAR no que há de POSITIVO, seja em relação às situações, seja em relação às pessoas.

Portanto, se treinarmos o nosso cérebro a reconhecer sempre o que há de positivo, estaremos nos tornando mais positivos e, dessa maneira, atraindo mais positividade!

Então agora me diga: O que você ainda precisa ressignificar em sua vida?

Lembre-se: Gratidão gera gratidão! E eu, acima de tudo, agradeço imensamente por você acompanhar este blog/canal.

Namastê <3

Como mudar seu mindset diante das situações difíceis

Me diz uma coisa: como você tem reagido diante daquelas situações mais difíceis em sua vida? Como você se comporta em momentos de crise ou sofrimento? Você costuma se colocar na posição de vítima das circunstâncias?

Bem, gosto muito de uma frase que diz mais ou menos assim:

“Não importa o que acontece com você, o que importa é o que você faz com o que te acontece!”

Se você for parar para pensar, as situações mais difíceis pelas quais nós passamos são as que mais nos fizeram crescer. Normalmente são essas situações as que nos trazem os ensinamentos mais profundos e fazem de nós pessoas mais fortes.

Li uma história impressionante no livro Poder Sem Limites, do Tony Robbins, e gostaria de compartilhar com vocês. É a história real de W. Mitchell, que sofreu um acidente de moto, e por isso ficou com quase ¾ do corpo coberto por queimaduras de 3º grau. Além disso, ele perdeu os dedos das mãos.

Após o acidente, lutou para seguir com sua vida de negociante, no entanto, sofreu uma queda de avião e ficou paraplégico!

É de se esperar que alguém que passa por tantas tragédias amaldiçoe a vida, não é mesmo? Mas não foi isso que aconteceu. W. Mitchell enxergou na sua desgraça uma enorme oportunidade para se diferenciar das demais pessoas. Ele se tornou um dos palestrantes mais respeitados dos EUA e chegou a ser eleito prefeito.

O que W. Mitchell fez, e que todos nós somos capazes de realizar é: ressignificar. Ou seja, atribuir novo significado a um determinado acontecimento através da mudança de ponto de vista.

Não que seja algo tão fácil de aplicar, mas se nos esforçarmos, não tenho dúvidas que essa atitude tem o poder de transformar nossas vidas para melhor!

Namastê 🙂

Abrir Chat
Como posso ajudar?