superação

Como mudar seu mindset diante das situações difíceis

Me diz uma coisa: como você tem reagido diante daquelas situações mais difíceis em sua vida? Como você se comporta em momentos de crise ou sofrimento? Você costuma se colocar na posição de vítima das circunstâncias?

Bem, gosto muito de uma frase que diz mais ou menos assim:

“Não importa o que acontece com você, o que importa é o que você faz com o que te acontece!”

Se você for parar para pensar, as situações mais difíceis pelas quais nós passamos são as que mais nos fizeram crescer. Normalmente são essas situações as que nos trazem os ensinamentos mais profundos e fazem de nós pessoas mais fortes.

Li uma história impressionante no livro Poder Sem Limites, do Tony Robbins, e gostaria de compartilhar com vocês. É a história real de W. Mitchell, que sofreu um acidente de moto, e por isso ficou com quase ¾ do corpo coberto por queimaduras de 3º grau. Além disso, ele perdeu os dedos das mãos.

Após o acidente, lutou para seguir com sua vida de negociante, no entanto, sofreu uma queda de avião e ficou paraplégico!

É de se esperar que alguém que passa por tantas tragédias amaldiçoe a vida, não é mesmo? Mas não foi isso que aconteceu. W. Mitchell enxergou na sua desgraça uma enorme oportunidade para se diferenciar das demais pessoas. Ele se tornou um dos palestrantes mais respeitados dos EUA e chegou a ser eleito prefeito.

O que W. Mitchell fez, e que todos nós somos capazes de realizar é: ressignificar. Ou seja, atribuir novo significado a um determinado acontecimento através da mudança de ponto de vista.

Não que seja algo tão fácil de aplicar, mas se nos esforçarmos, não tenho dúvidas que essa atitude tem o poder de transformar nossas vidas para melhor!

Namastê 🙂

Você comemora suas pequenas vitórias?

O tema de hoje, “Você comemora suas pequenas vitórias?” surgiu através de uma sacada que tive, após receber um elogio em uma consultoria do SEBRAE.

A princípio pode parecer um tanto quanto narcisista comemorar por um mero elogio, certo? Porém, o fato é que, ao comemorar uma pequena vitória, estamos gerando um estímulo para seguirmos em frente.

No passado, era muito comum eu me pegar pensando da seguinte forma: só ficarei feliz na hora em que estiver perfeito. Aqueles que são perfeccionistas saberão bem como é pensar assim. Não há nada mais frustrante do que nunca alcançarmos as nossas próprias expectativas. E com a frustração vem o desânimo, a sensação de que não somos capazes, a paralisia!

Lembra o post passado, onde eu falei sobre a Lei da Atração? O terceiro passo trata-se justamente de “permitir-se”. Muito provavelmente o fato de não nos permitirmos comemorar uma pequena etapa do nosso processo, esconde a crença limitante de que “não merecemos, pois não somos bons o bastante”.

Que tal repensar isso para o seu próprio bem?

Incluindo na sua vida o hábito de comemorar as pequenas vitórias, você trará mais energia para o seu dia. Além disso, você estará fortalecendo sua vontade de superar os obstáculos, pois sabe que o aprendizado não está na conquista de um grande objetivo, e sim no processo até chegar a ele.

Namastê!