gratidão

Série GRATIDÃO #4 Desafio 21 dias sem reclamar

Nesta semana minha mãe me enviou um vídeo que fala sobre a Gratidão como um estado que se opõem ao ato de reclamar. Achei o vídeo maravilhoso, portanto resolvi compartilhar com vocês algumas reflexões que fiz após assisti-lo!

Benefícios da Gratidão

Bem, já falamos aqui no canal sobre os benefícios de se ter gratidão, pois essa é uma forma de vibrarmos positivamente e atrairmos, assim, mais coisas positivas para a nossa vida.

Partindo desse princípio, levantamos a importância de criarmos o hábito de agradecer diariamente pelas coisas boas que acontecem conosco, de maneira a trazermos o nosso foco para o positivo.

Estado de graça

Fazer isso durante um momento do dia, antes de dormir, por exemplo, é uma ótima opção. Mas que tal tentar instalar o hábito de agradecer também ao longo dia, conforme as coisas vão acontecendo? Chamamos o hábito de agradecer a cada pequena benção que nos ocorre durante o dia de “estado de graça”.

Dessa forma, você já parou para avaliar se, durante o seu dia, você está mais tempo em estado de graça ou reclamando? É aí, então, que entra uma sugestão dada pela psicóloga Marcia Luz, no vídeo que eu assisti: começar por parar de reclamar.

Significado da palavra “reclamar”

Veja que a própria palavra “reclamar” significa “clamar novamente”. Quando reclamamos, estamos clamando, ou seja, pedindo mais daquilo que é o objeto da reclamação!

Chocante, não é? Então bora parar de reclamar agora mesmo? Ah, você não sabe como começar? Então vou te apresentar o desafio que a Marcia indica no vídeo, porém, irei propor a vocês o formato original dele. A psicóloga propõe 48 horas e o precursor do movimento A Complaint Free World e criador do desafio propõe 21 dias. Escolha como prefere começar e vamos lá…

“Um mundo em queixas” (A Complaint Free World):

Um pastor norte-americano chamado Will Bowen desafiou sua congregação a ficar 21 dias sem reclamar. Segundo ele, a reclamação é um hábito destrutivo que nos envenena e nos afasta da alegria e da auto-realização (algo em comum com aquilo que temos falado? rs).

A ideia teve tanta adesão que o reverendo criou o movimento A Complaint Free World (Um mundo Sem Queixas). Veja o passo-a-passo para participar:

  • Coloque uma pulseira com elástico em um dos punhos e comece a contar 21 dias a partir de então;
  • Ao perceber que está reclamando, falando mal dos outros ou criticando, mude a pulseira de punho e recomece a contagem dos 21 dias;
  • A Marcia diz que você não pode reclamar em palavras e nem em pensamento, mas também pesquisei textos que dizem que vale o reclamar em pensamento, pois só o fato de observar a reclamação vindo, antes de proferi-la, já faz com que esses pensamentos vão desaparecendo aos poucos!

Bom, é isso pessoal… Eu adorei a proposta e pretendo começar agora mesmo, depois eu conto como está sendo o desafio 🙂

Namastê!

Série GRATIDÃO #3 Gratidão e Ressignificação

Olá, pessoas queridas! Em primeiro lugar, gostaria de iniciar esse post com a notícia de que me formei em um curso incrível de Coaching e estou imensamente grata por isso! Além de já perceber inúmeros benefícios no meu processo pessoal de autoconhecimento, espero que também colabore com o conteúdo aqui do blog/canal! Estou animada para inspirar vocês com tudo o que venho aprendendo com o Coaching.

Bom, agora vamos ao assunto desta semana: Você sabe o que é Ressignificação? É um método utilizado na neurolinguística para atribuir um novo significado a uma situação ou pessoa. Ou seja, ressignificar é quando escolhemos enxergar algo ou alguém a partir de uma nova perspectiva ou ponto de vista.

Quando estivemos, no vídeo/post passado, falando sobre ter gratidão pela sua história, por exemplo, já estávamos falando sobre ressignificação. Afinal de contas, algumas vezes precisamos nos esforçar um pouco mais para poder extrair algo de bom de uma situação desagradável pela qual passamos e ainda agradecer por isso, não é mesmo?

No entanto, isso não significa que devamos negar a dor gerada por aquele incidente. Da mesma forma, não significa que devemos mentir para nós mesmos, dizendo que aquilo que aconteceu foi lindo, sendo que sabemos que não foi.

Na realidade, ressignificar exige uma ESCOLHA, que é o que faz toda a diferença: FOCAR no que há de POSITIVO, seja em relação às situações, seja em relação às pessoas.

Portanto, se treinarmos o nosso cérebro a reconhecer sempre o que há de positivo, estaremos nos tornando mais positivos e, dessa maneira, atraindo mais positividade!

Então agora me diga: O que você ainda precisa ressignificar em sua vida?

Lembre-se: Gratidão gera gratidão! E eu, acima de tudo, agradeço imensamente por você acompanhar este blog/canal.

Namastê <3

Série GRATIDÃO #2 Gratidão pela sua história

Se você está chegando agora, recomendo primeiramente ler esse post aqui.
Caso já tenha lido, aí vamos com o segundo post da série GRATIDÃO…

Já parou pra pensar que só você é que sabe o que é ser VOCÊ?

As pessoas ao nosso redor, sobretudo as mais próximas, podem ter uma ideia da nossa história, no entanto, só nós sabemos o que é sentir as coisas do modo como nós sentimos.

Não sei você, mas quando eu penso em todos os desafios pelos quais passei na vida, todas as vezes em que continuei em frente, apesar do medo, desânimo e dificuldades, isso me faz me sentir, acima de tudo, mais forte.

Cada um de nós é moldado e transformado pelas experiências pelas quais passamos, sejam elas boas ou ruins. Cada um de nós está enfrentando uma batalha todos os dias. Cada um de nós está cometendo erros e acertos, e com isso se tornando hoje uma pessoa melhor do que ontem.

Pensando por esse lado, comparar o seu bastidor com o palco dos outros, por exemplo, parece ainda mais sem sentido. Ou seja, muito embora algumas pessoas tenham conquistado coisas incríveis para sua vida, não quer dizer que não tenham problemas e que não precisem se esforçar para viver em paz com os outros e consigo mesmas.

Sendo assim, que tal procurar trocar o sentimento de culpa e a autocrítica exagerada por um pouco de gratidão pela sua história?

Lembre-se de tudo o que você já fez e construiu. Além disso, pense em tudo o que ainda é capaz de realizar com tudo o que aprendeu e torne a sua vida mais POSITIVA!

Um grande abraço e até o próximo vídeo da série 🙂

Namastê!

Série GRATIDÃO #1 Por que ser grato(a)?

No ano de 2018, uma das minhas metas foi trabalhar o sentimento de gratidão. Para tanto, decidi fazer um simples exercício: anotar no meu bullet journal, ao final de todos os dias, as coisas pelas quais eu fui grata.

Dessa maneira, conforme fui incluindo na minha rotina o ato de agradecer, isso se tornou um hábito. Hoje eu não preciso mais anotar. Toda noite, ao deitar, relembro todas as principais coisas que me aconteceram durante o dia e agradeço mentalmente por ter tido a oportunidade de vivenciá-las.

Talvez você esteja se perguntando, mas por que sentir gratidão?

Uma vez eu gravei um vídeo e escrevi um post falando sobre um livro chamado “A Lei da Atração”. Esse livro explicava de forma bem simples que não é possível vibrar positivamente e negativamente ao mesmo tempo. Portanto, para eliminar um pensamento negativo, basta substituí-lo por um pensamento positivo.

Tá. Daí você vai me dizer: “Paula, desculpa, mas tem hora em que é impossível pensar em algo positivo”. A minha resposta é: “Bem, nem tanto”. Em resumo, é preciso treino para conseguir girar a chavinha com mais facilidade e, na minha opinião, a gratidão é um dos recursos mais eficazes a ser usado nesses momentos!

Vou exemplificar…

Digamos que você está passando por uma situação muito difícil e você sente que é impossível naquele momento enxergar aquilo tudo com sentimento de gratidão. Que tal começar a pensar em todas as outras coisas na sua vida pelas quais você pode ser grato(a)?

Ou seja, você não precisa, necessariamente, agradecer pelo que está acontecendo de ruim. Isso requer ressignificar a situação, o que pode ser bastante difícil, principalmente quando se está no olho do furacão. Porém, o fato de mudar o foco para algo que você pode ser grato(a) já vira a chavinha. Exercitando isso, certamente ficará cada vez mais fácil manter-se positivo.

Então, pensando na importância de nos mantermos mais positivos para convivermos em um mundo mais leve, resolvi gravar uma série de vídeos que falarão sobre coisas pelas quais nós podemos ser gratos. Espero que vocês estejam tão animados quanto eu para mergulhar de cabeça nessa jornada!

Até o próximo vídeo/post da série e… Namastê <3

Exercício para o Ano Novo – Ressignificar Agradecer e Projetar

Ano novo chegando, e com ele, nossas esperanças se renovam! É tempo de olhar para trás, fazer um balanço, e também de olhar para frente, sonhar novos sonhos.

2018 foi um ano daqueles! Pra não usar a palavra “difícil” (estou proibida de usá-la), diria que foi, no mínimo, desafiante. E como sei que muitos tiveram essa mesma impressão, pensei num exercício que nos ajudará a encarar tais desafios de maneira mais positiva! Quer fazer comigo? Então vamos lá!

Ressignificação

  • Primeiramente, pegue papel e caneta.
  • Depois, trace uma linha bem ao meio da folha, na vertical, criando duas colunas.
  • Na coluna da esquerda, faça uma lista de coisas positivas que aconteceram com você este ano.
  • Na coluna da direita, faça uma lista de coisas negativas que aconteceram com você este ano.
  • Em seguida, observe mais atentamente cada um dos acontecimentos classificados como negativos. Procure tirar deles algo de positivo, algum ensinamento. Sei que, dependendo do caso, você precisará se esforçar muito para enxergar algo de positivo, mas acredite, valerá a pena.
  • Cada vez que conseguir encontrar um ponto positivo naquele acontecimento, transfira-o para a outra coluna. Ou seja, a ideia é trazer o máximo de apontamentos da coluna da direita, para a coluna da esquerda. Agindo dessa maneira, estaremos ensinando a nossa mente a enxergar o lado positivo das situações e, consequentemente, passando a atrair mais coisas positivas para nós. Esse é o sentido do exercício de “ressignificação”, ferramenta poderosa utilizada na PNL, a qual eu mencionei no post passado.

Gratidão

  • Depois de eliminar os itens da coluna da direita, ou de sentir que já se esforçou o máximo que poderia, olhe para cada um dos itens com sincera gratidão.

Planejamento

  • Por fim, faça sua lista de metas para o ano que vem. Caso você ainda não saiba a diferença entre sonho e meta, recomendo que leia este post aqui.

Bem, espero que tenham gostado do exercício. Além disso, que os benefícios da ressignificação, da gratidão, e do planejamento, façam do seu ano de 2019 um ano EXTRAORDINÁRIO!

Namastê e Feliz Ano Novo! 🙂